Imprensa Livre

Siderópolis – SC

Em conversa com o Eng° Luciano Pinto, da Certrel, no dia de hoje, 02/07/2020, apuramos que a companhia atende em torno de 4.500 associados, em toda Treviso, toda interior de Siderópolis, Vila São Jorge, bairro Laranjinha de Criciúma, algumas localidades de Nova Veneza e Cocal do Sul.

Por conta dos ventos fortes, a partir da tarde de terça- feira dia 30/06, vários lugares ficaram sem energia elétrica, pois a característica das redes são rurais, passando pela vegetação, o que ocasionou redes derrubadas por quedas de árvores.

Mesmo nos últimos anos, trazendo as redes para mais próximas das estradas, os ventos trouxeram galhos pesados, ocasionando em queda de redes e queima de transformadores, tendo um grande prejuízo para a cooperativa, para efeito de sistema e operação.

Diferente de alguns anos atrás, esse vendaval afetou todo o sistema, onde todas as localidades, de alguma forma, foram atingidas, tendo ocorrência em todo o sistema.

De terça-feira dia 30/06, para quarta feira dia 01/07, alguns pontos foram restabelecidos, e na mesma quarta por volta das 11 h, foram retomadas as principais linhas dos três alimentadores que a companhia possuí, que se situam em Treviso, Santa Luzia e Vila São Jorge, faltando as ramificações que são partes do interior.

Os colaboradores estão nas ruas trabalhando do começo ao fim dos expedientes, noite e dia. A expectativa é que volte tudo ao normal sexta-feria, 03/07/2020, e posteriormente será feita uma revisão nas redes para melhorias adequadas no sistema, pois de início será o emergencial para voltar a energia ao consumidor final.

Siderópolis teve a maior rajada de vento do estado, onde chegou a 134 Km/h, pegou todo o interior, nisso ainda tem comunidades que estão sem energia, nos finais de rede como, barragem do rio São Bento, Linha Da boit, Costão da Serra, Montanhão, em direção a Lauro Muller tem os bairros Brasilia, Guanabara e Forquilha, somando 30 % a 40 % das redes sem energia.

Luciano agradece a compreensão de todos, e complementa que tiveram muitos problemas de comunicação, pois caiu internet, telefonia, fibra óptica etc, e pede atenção a população caso tenha algum cabo caído, para que não cheguem perto, para sua segurança e comunicar a cooperativa.

Por: Fagner da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imprensa Livre | Siderópolis.