Imprensa Livre

Siderópolis – SC

DESVIO DE VALORES DA CONTA DA CÂMARA NÃO VAI ACABAR EM “PIZZA”, AFIRMA VEREADOR SARGENTO VALCIR

O vereador SARGENTO VALCIR (PP), em resposta sa perguntas deste veículo de comunicação, na manhã dessa terça-feira 28/07, para lembrar sobre a questão do desvio de valores da conta da câmara, que segundo ele, já começou, transcorrendo com 3 (três investigações paralelas), com o Ministério Público, Policia Civil e Comissão Interna da Câmara.


“Todos os vereadores estão engajados em investigar e apontar o culpado ou os culpados pelo desvio.
Uma auditoria externa foi contratada, todos os encaminhamentos foram tomados antecipadamente pela câmara. Documentos estão sendo fornecidos ao ministério público e policia civil.


Até o presente momento, as investigações apontam que existe indícios fortíssimos de provas do fato ilícito, praticado pelo contador da câmara de vereadores, que de posse da senha digital, fazia transferências para contas totalmente alheias ao relacionamento comercial da entidade.


Ainda não podemos julgar ninguém, temos que aguardar as conclusões e relatórios, dos órgãos envolvidos nas investigações, qualquer conclusão ou julgamento agora seria prematuro.


Valcir aguarda as conclusões e seu posicionamento final vai ser passado para a sociedade, de posse de todos os documentos.


“Quem achar que esta situação vai terminar em “pizza”, vai cair do cavalo. As coisas demoram, mas se não formos por um caminho, com certeza escolheremos outro que é a justiça.
Esse vereador respeita o trabalho dos órgãos envolvidos, e a sociedade merece uma resposta e não vai ficar assim não”.


Perguntado sobre a falta de fiscalização, Valcir respondeu que todos os vereadores tem uma pequena parcela de culpa sim, até pela questão técnica da prática realizada no desvio, que dificultava as conferências. Mas entende que a Câmara tem um presidente e um diretor, que tem essa função especifica de fiscalização de todos os direcionamentos comerciais da câmara, pois passa tudo por eles.

Quem efetuou a prática ilícita, terá que devolver todos os erários desviados da câmara. bem como, a responsabilidade criminal que o caso requer.

No entanto Valcir, ainda afirmou que segundo o setor jurídico da câmara, até o presente momento, as investigações não apontam envolvimento ou participação de qualquer parlamentar ou diretor, no suposto esquema.

Aguardamos os próximos capítulos.

Por: Fagner da Silva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Imprensa Livre | Siderópolis.